Associação Brasileira da Construção

Industrializada de Concreto

Industrializar em Concreto 18 - dezembro de 2019

ACONTECE NO MUNDO

Abcic participa de importantes eventos internacionais do setor

Entidade esteve representada pela presidente executiva Íria Doniak em encontros no Peru, que destacou a pré-fabricação na América latina, e na Espanha, que trouxe informações sobre projeto conceitual das estruturas de concreto

2º Congresso Ibero-americano de Pré-Fabricados de Concreto reuniu 125 profissionais de oito países ligados às indústrias de pré-fabricados, de cimento, de concreto e da construção

A participação da Abcic nos principais eventos internacionais do setor da construção e da pré-fabricação promove um importante intercâmbio de conhecimento sobre os avanços tecnológicos do mundo nesses segmentos, além de levar informações para profissionais e empresas estrangeiros a respeito do que tem sido feito pela engenharia brasileira para o desenvolvimento dessas áreas no país. 
Neste segundo semestre de 2019, no mês de setembro, a Abcic esteve presente em dois eventos: 2º Congresso Ibero-americano de Pré-Fabricados de Concreto e o International fib Symposium on Conceptual Design of Structures (Simpósio Internacional fib de Projeto Conceitual das Estruturas), por meio da participação de sua presidente executiva, a engenheira Íria Doniak.
No 2º Congresso Ibero-americano de Pré-Fabricados de Concreto, especialistas do continente americano e da Espanha apresentaram a evolução dos pré-fabricados na construção de edifícios, pontes, túneis, estradas, sistemas de contenção, saneamento e espaços públicos. O evento, promovido entre os dias 11 e 12 de setembro, na cidade de Lima, no Peru,  contou com a participação de 125 profissionais de 8 países (Peru, Brasil Chile, Colômbia, Cuba, Espanha, Estados Unidos e México) ligados às indústrias de pré-fabricados, de cimento, de concreto e da construção. A iniciativa foi da Asociación de Productores de Cemento (ASOCEM) e da Federación Iberoamericana del Hormigón Premezclado (FIHP). 

Engenheiros Marcelo Waimberg, da EGT Engenharia, Íria Doniak e Farid Ibrahim, diretor da Clark Pacific, palestraram no congresso


A engenheira Íria trouxe uma apresentação sobre a construção industrializada do concreto no Brasil, ressaltando a evolução do segmento no país bem como sua atuação em programas de habitação de interesse social.  Segundo ela, a indústria brasileira de pré-fabricado de concreto tem como característica ser inovadora, uma vez que sempre adotou tecnologias pioneiras para o planejamento, fabricação, desenvolvimento, logística e montagem das estruturas, objetivando atender as mais diversas demandas da construção, desde obras mais tradicionais, como galpões logísticos, centros industriais e shopping centers, passando por projetos de infraestrutura viária, rodoviária, portuária e aeroportuária, de arenas esportivas, empreendimentos imobiliários e obras de habitação de interesse social até aplicações diferenciadas para o agronegócio, para a área de energia eólica e para construção de pistas de testes de veículos.
Na área de construção habitacional de interesse social, Íria comentou que indústrias nacionais de pré-fabricado de concreto desenvolveram sistemas inovadores que permitem construir casas e edifícios de apartamentos destinados a programas de interesse social que apresentam qualidade superior e atendem aos requisitos de custos enxutos necessários a esse tipo de empreendimento.
Na ocasião, Íria também representou a Federação Internacional do Concreto (fib), por indicação da própria entidade, na qual integra o Presidium e  diversos Grupos de Trabalho. Por esse motivo, em sua apresentação, trouxe a contribuição dessa importante entidade internacional para o desenvolvimento da engenharia de concreto no mundo e em especial da pré-fabricação. “Entendo ter sido de fundamental importância destacar o trabalho que a comissão de pré-fabricados da fib vem desenvolvendo e, em especial, procurei ressaltar conceitualmente temas que têm sido trabalhados por especialistas de todo o mundo como sismos, de grande relevância para a região andina, o desenvolvimento das Declarações Ambientais de Produto (EPDs), os edifícios altos com uso de pré-moldados, entre outros. Esses temas foram abordados ao mesmo tempo em que procurei ressaltar a importância para o nosso país de pertencer à federação que muito tem apoiado o desenvolvimento do nosso setor”.
Ainda pelo Brasil, o engenheiro da EGT Engenharia e coordenador do grupo de trabalho da fib sobre pontes pré-fabricadas de concreto (GT 6.5), no âmbito da Comissão 6, Marcelo Waimberg, proferiu uma apresentação sobre atividades recentes do GT, trazendo a visão geral sobre as pontes pré-fabricadas de concreto.
Os outros países que participaram do evento também trouxeram inovações da construção industrializada. Dos Estados Unidos veio a experiência da construção da nova sede da Apple. Já o Chile mostrou como fábricas com sistemas antissísmicos são construídas com estruturas pré-fabricadas. O México apresentou como o pré-fabricado se tornou competitivo para a construção de edifícios habitacionais, enquanto o Peru tratou a aplicação da tecnologia em pisos e contrapisos.