Associação Brasileira da Construção

Industrializada de Concreto

Industrializar em Concreto 16 - abril de 2019

GIRO RÁPIDO

Arnold Van Acker, um mestre na área da pré-fabricação de concreto

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A indústria da construção perdeu um de seus gênios neste ano. Em 10 de janeiro, Arnold Van Acker (nascido em 14 de maio de 1936 em Zingem, East Flanders), um fantástico engenheiro e especialista no setor de pré-fabricados de concreto, deixou aos 82 anos um legado formidável para todos os profissionais e empresas da área.
Mestre em Engenharia Civil pela Universidade de Ghent, na Bélgica, Van Acker dedicou 45 anos de sua carreira à pesquisa e ao desenvolvimento da construção industrializada em concreto. Um apaixonado pelas estruturas pré-fabricadas de concreto, influenciou os profissionais do mundo inteiro nesse segmento. 
Van Acker era considerado um especialista internacional na área de comportamento e resistência ao fogo em estruturas pré-moldadas de concreto. No início dos anos 1970, ele ganhou notoriedade ao realizar um teste pioneiro nessa área, que foi considerado como um dos mais importantes do mundo. 
Publicou várias palestras sobre a concepção de projeto de estruturas de concreto pré-moldado para acadêmicos de engenharia e arquitetura e escreveu vários livros técnicos importantes sobre o segmento, que contribuíram para a disseminação dos benefícios do sistema construtivo a engenheiros projetistas, construtores, arquitetos e fabricantes. Um destaque é o Boletim 74 da fib “Planning and Design handbook on precast concrete structures”. 
Ele, inclusive, esteve no Brasil por diversas vezes, a convite da Abcic e de outras entidades setoriais, levando seu conhecimento e expertise aos engenheiros e arquitetos nacionais. Apoiou e auxiliou a Abcic em sua 1ª Missão Técnica, se dispondo a receber os empresários brasileiros para conhecer o uso da pré-fabricação em concreto nos edifícios altos da Bélgica. “Perdemos não somente, uma referência importante mas, para mim, um conselheiro e amigo que sempre esteve disponível para vir ao Brasil ministrar palestras e compartilhar seu conhecimento. Em nossas reuniões da comissão 6 da fib, foi sempre ativo, disposto e atento em apoiar o nosso desenvolvimento”, afirma Íria Doniak, presidente executiva da Abcic.
O engenheiro belga colaborou ativamente em organizações belgas e internacionais, ocupando funções importantes em grupos de trabalho e comissões. Foi co-autor do Eurocode 2 e um pioneiro da padronização europeia de estruturas pré-fabricadas de concreto.  De 1978 a 1998, Van Acker foi membro da Federação Internacional de Protensão (FIP), tendo presidido a comissão para pré-fabricação a partir de 1986. Em 1994, ele foi condecorado pela entidade por sua contribuição ao desenvolvimento do concreto protendido e pré-moldado. 
Após a fusão da FIP com o Comitê Europeu para o Concreto (CEB), formando a Federação Internacional do Concreto (fib), em 1998, o renomado engenheiro continuou à frente da Comissão 6 de Pré-Fabricação de Concreto até 2002. Sob sua presidência, a Comissão 6 adquiriu grande autoridade e importância técnica. Foi premiado ainda pela Federação Internacional do Concreto Protendido, pelo Comitê Europeu de Padronização e outras entidades belgas e internacionais.
Mesmo depois de se aposentar em 2001, ele continuou a contribuir com a pré-fabricação de concreto no mundo, trabalhando, por exemplo, para a Federação Belga do Pré-Fabricado de Concreto (FEBE) e sempre dedicado aos trabalhos e desenvolvimento da C6 no âmbito da fib. Conhecido internacionalmente por seus congressos, seminários, máster classes e cursos de mestrado, Van Acker contribuiu, certamente, para o desenvolvimento técnico e tecnológico da indústria ao redor do mundo.