Associação Brasileira da Construção

Industrializada de Concreto

Industrializar em Concreto 21 - dezembro de 2020

EDITORIAL

Diferentes contextos da industrialização em concreto

Prezados Leitores,
Em um ano extremamente desafiador para todos nós, tanto no plano pessoal quanto empresarial, estamos colocando nas mãos dos associados e do mercado a 3ª edição do ano da Revista Industrializar em Concreto.
A capa traz uma obra que está citada em distintas matérias. O case Parque da Cidade foi apresentado no 23º ENECE (Encontro Nacional de Engenharia e Consultoria Estrutural), ocasião em que o engenheiro Graziano ministrou uma palestra juntamente com a empresa construtora e a indústria fornecedora do pré-moldado. Uma solução fantástica, cujo sucesso foi catalisado pela integração entre todos os intervenientes desde o início e ainda pelo uso de ferramentas como o BIM em diferentes dimensões e o monitoramento com drones. Posteriormente sob a ótica da segurança, os construtores trouxeram uma abordagem muito interessante demonstrando a importância da industrialização neste tema. 
No webinar internacional promovido pela fib (International Federation for Structural Concrete), a engenheira Íria, ao apresentar o estado da arte da pré-fabricação no Brasil, deu destaque ao case. Para finalizar, a obra venceu o prêmio Produtividade Do Mesmo Lado, na categoria Projeto, promovido pela Abrainc. 
Mas, o que esta obra tem de especial? Além dos 5 e 6 subsolos, são 3 torres de 23, 20 e 17 pavimentos respectivamente integrados por uma área de vivência imensa. Um marco seguramente em verticalização com a adoção do pré-fabricado de concreto e ainda a demonstração de muitas possibilidades de usos do sistema. Somado ao prazo de 26 meses, uma das razões citadas pela escolha do pré-fabricado foi a precisão dimensional. Aproveito esta oportunidade não somente para parabenizar os envolvidos neste case, mas também todos aqueles que têm se dedicado em promover uma base sustentável para o uso da pré-fabricação no Brasil a começar pela normalização. Hoje, as normas ABNT para o sistema estão alinhadas com as tecnologias e tendências internacionais, possibilitando um maior respaldo para toda a cadeia produtiva.
Já a matéria da seção Industrialização em Pauta aborda a relação do sistema construtivo que representamos com a arquitetura, que foi também referencial importante em eventos distintos. Esta é a primeira matéria de outras que serão apresentadas nas próximas edições. A indústria avançou significativamente nos últimos anos, mas ainda há muito a fazer e esta é uma tarefa que requer de todos nós muita atenção a começar por um aprofundamento nas pérolas trazidas em todos os cases que foram citados e também na relação com a academia e na abordagem mais conceitual. Agradecemos aos arquitetos que se dispuseram a estar conosco nesta edição e compartilharam sua visão e experiência.
A edição traz muito mais: o artigo técnico que explora as possibilidades na infraestrutura, a coluna da economista Ana Maria Castelo, cobertura de tantos eventos realizados e apoiados pela ABCIC promovendo a pré-fabricação e a matéria que aborda o contexto internacional.
Imperdível a entrevista com o engenheiro Akio Kasuga, que assumirá a presidência da fib na gestão que iniciará no próximo ano. Aproveito o ensejo para, em nome do setor, parabenizar nossa presidente executiva pela reeleição (gestão 2021-2024) para o presidium da fib. Ter o Brasil lá representado é motivo de muito orgulho. 
Desejo a todos um Feliz Natal. Que a esperança seja a chama viva do ano vindouro e nos traga, certamente, com o fim da pandemia, o aprendizado necessário para um mundo melhor! 

Luiz Otávio Baggio Livi
Diretor de Marketing da Abcic