Associação Brasileira da Construção

Industrializada de Concreto

Industrializar em Concreto 14 - outubro de 2018

PONTO DE VISTA

Pré-fabricado de concreto pode ser aplicado em qualquer tipo de projeto

Casa das Pérgolas Deslizantes utilizou painéis pré-moldados com função estrutural e de vedação

Nesse sentido, como avalia a aplicação do pré-fabricado em obras de menor porte?
Foi um trabalho grande de muito detalhamento para conseguir utilizar o sistema de painéis pré-moldados como estrutura primária e vedação da Casa das Pérgolas. Nesse sentido, foi uma faca de dois gumes. Tivemos problemas e retrabalho de projeto por conta da dificuldade de coordenação dos complementares de hidráulica, elétrica e ar condicionado que já vinham no sistema, mas na obra a montagem foi bastante rápida, utilizando apenas 6 dias de montagem. Para a empresa fabricante, a Sudeste, também foi uma experiência nova e obviamente deu mais trabalho do que uma obra de maior porte, mais simples. Acredito que para todos tratou-se de um grande aprendizado.
Salientaria também a necessidade de ter uma empresa construtora do canteiro muito alinhada com o sistema e processos de obra em geral, para que tire partido da rapidez da montagem e o restante da obra seja veloz. No caso desse projeto, a obra foi erguida e coberta em cerca de 35 dias, mas depois o construtor não conseguiu, infelizmente, manter o ritmo com as demais vedações, caixilharia e acabamentos.

Como o pré-fabricado de concreto pode contribuir com o projeto de arquitetura?
É um sistema dividido em peças, de montagem, de precisão. Analisando por esse prisma ele é uma grande facilidade para o projetista de arquitetura, mas é necessário o domínio dessas variações para que o arquiteto utilize essas vantagens a seu favor e não simplesmente use o sistema para levantar a construção e depois esconda tudo do usuário e da fachada com recobrimentos.

Poderia fazer uma análise sobre o atual momento da arquitetura brasileira?
Uma época um pouco paradigmática. Por um lado, há uma grande crise da construção civil e uma consequente diminuição dos projetos e do número de trabalhos, assim como uma grande preocupação do investidor com o custo das obras. Por outro lado, tem sido interessante observar como há alguns anos a sociedade tem se voltado cada vez mais para a arquitetura, para bons projetos, para uma arquitetura mais conectada à cidade. E por conta disso, os incorporadores têm buscado mais arquitetos autorais para seus projetos, ao invés da repetição de fórmulas arquitetônicas antigas e pré-definidas. O que resultou em uma aproximação do mercado de obras de maior qualidade. Em uma década, os historiadores da arquitetura brasileira vão considerar os anos que estamos vivendo como um momento de mudança na produção arquitetônica brasileira, com o aumento da quantidade de bons projetos voltados para o mercado e cidades.