Associação Brasileira da Construção

Industrializada de Concreto

Industrializar em Concreto 19 - julho de 2020

GIRO RÁPIDO

Projeto das entidades do setor, lideradas pela CBIC, pensa o futuro da construção

No dia 4 de fevereiro, a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) apresentou à cadeia produtiva do setor o projeto?Construção 2030, por ocasião do evento?“Construção 2030 – Engajamento do setor no novo ciclo econômico”. A engenheira Íria Doniak, presidente executiva da Abcic, esteve presente ao encontro representando o segmento da construção industrializada de concreto. 
“Os diversos segmentos que envolvem a construção estão se organizando em torno de um trabalho de visão de futuro para discutir formas de melhorar a competitividade na construção civil e gerar mais empregos”, ressaltou o presidente da CBIC, José Carlos Martins. 
O evento contou com 70 participantes, dentre representantes de associações do setor e empresários. O tema de abertura “A visão e as perspectivas do governo para a indústria da construção” foi ministrado pelo secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa. Na agenda de debate, foram discutidas as mudanças no ambiente de negócios e as necessidades de mudanças na cadeia da construção para um salto no desenvolvimento e na cultura de inovação nos próximos 10 anos.  
Os temas prioritários inicialmente elencados foram: capacitação, tributação, modelo de negócio e informação e dados do setor.
Lançado há dois anos, junto com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Nacional), e baseada na metodologia de foresight – estudo de pensamento de futuro – o projeto está dentre os pilares estratégicos da CBIC. 
O Construção 2030 propõe avaliar o modelo e oportunidades de negócio; materiais, equipamentos e tecnologias; automação; perfil, capacitação e formalização da força de trabalho; e a relação com o poder público nas suas diversas instâncias, em um ambiente de maior integração dos diversos segmentos dessa indústria – o setor da construção movimenta e gera riquezas pelo desempenho de 62 atividades diferentes. Juntos, os elos dessa cadeia produtiva empregam mais de 11 milhões de pessoas e respondem por 50% do investimento realizado no Brasil, com impacto decisivo sobre a economia e a qualidade de vida da população. Pensar o seu futuro é também uma forma de enxergar o futuro do país.
A segunda reunião foi promovida durante a Expo Revestir, no dia 10 de março, com a participação de representantes da cadeia produtiva da construção civil, da Coalizão da Indústria e da Academia. Os representantes do projeto iniciaram as discussões sobre como elevar a participação setorial no PIB Nacional. 
Luís Gustavo, do Serviço Nacional da Indústria (Senai Nacional), apresentou um balanço das ações desenvolvidas até aqui e Karina Canedo, da Glimpse, conduziu a dinâmica baseada na elaboração de propostas os quatro temas prioritários elencados. 
 Foram discutidas as alterações no ambiente de negócios e as necessidades de mudanças na cadeia da construção para um salto no desenvolvimento e na cultura de inovação nos próximos 10 anos, além da apresentação de uma ferramenta de proposições políticas do Ministério da Economia, pelo representante do Movimento Brasil Competitivo (MBC), Rogério Caiuby.

Íria Doniak, presidente executiva da Abcic, na primeira reunião do projeto, em Brasília