Associação Brasileira da Construção

Industrializada de Concreto

Industrializar em Concreto 16 - abril de 2019

PONTO DE VISTA

Qualidade na execução de soluções pré-fabricadas e protendidas em obras de infraestrutura rodoviária impulsiona o desenvolvimento deste segmento


Qual sua avaliação do mercado de pré-fabricados de concreto nos Estados Unidos e no mundo? 
Minha área de atuação está relacionada com as soluções em concreto protendido. Eu diria que temos importantes e funcionais soluções em concreto pré-moldado e protendido. Muitas vezes nos últimos anos (antes de 2008) outros sistemas estruturais foram selecionados porque nossas fábricas não tinham capacidade de produção, mas evoluímos muito neste segmento nos últimos 10 anos. Nossa taxa de recuperação tem sido mais alta do que os outros setores da indústria do concreto. Isso é provavelmente devido a nossa capacidade de cumprir prazos em menor tempo, gerando menor impacto ambiental e no entorno do local da execução, além da falta atual de equipes qualificadas de construção nos canteiros de obras para trabalhos mais especializados.   
 

Como o pré-fabricado de concreto tem evoluído na infraestrutura urbana e rodoviária nos Estados Unidos?
O segmento de pré-fabricado tem obtido um crescimento contínuo por décadas.
 

Qual a importância do pré-fabricado de concreto no desenvolvimento da indústria da construção nos Estados Unidos e no mundo?
Tudo começa com a qualidade. A estrutura específica de um conselho dentro de um programa de certificação precisa ser bem fundamentado, implementado e auditado. As exigências do programa do PCI para a qualificação das pessoas envolvidas com a fabricação e a instalação de concreto pré-moldado, bem como os processos de projeto, execução, montagem e controle têm sido a base sólida de nosso desenvolvimento. O PCI realiza periodicamente durante o ano todo cursos sobre Gestão e Garantia de Qualidade e treinamento. A durabilidade das estruturas pré-fabricadas em relação às convencionais aliadas a um baixo custo de manutenção consiste no binômio fundamental, além do aspecto referente ao prazo de entrega da obra que tem diferenciado as nossas soluções, além de outros motivos. Os anos iniciais da criação do PCI (1954) formaram a base fundamental e determinante sobre como seriam as diretrizes da pré-fabricação nos Estados Unidos. Investimento em qualidade por parte das indústrias, qualificação constante da mão de obra, normalização e manuais de boas práticas, avaliação de desempenho e produtividade geram resultados que podem ser repetidos, com segurança. O contínuo investimento em aperfeiçoamento ao longo do tempo criou uma cultura base de avanços e inserção de novas tecnologias. Termos sido fiéis aos nossos propósitos iniciais no médio e longo prazo tem gerado inúmeras novas frentes para a indústria nacional.    
 

Há uma agência governamental para regulação da construção de infraestrutura viária? Qual é o impacto e a importância de se ter uma normalização na indústria que trabalha nessa área?
Os Estados Unidos têm um código de pontes, produzido e ajustado pelos membros da Associação Americana de Rodovias e Transportes (AASHTO). O PCI e a maioria de outras indústrias estão envolvidos com comitês da AASHTO. Os membros dessa organização são todos funcionários públicos dedicados ao tema. Apesar dos membros que desenvolvem o conteúdo serem do próprio órgão, é possível que outros membros convidados participem propondo sugestões e melhorias.  No entanto, somente 50 engenheiros da "State Bridge" têm direito a voto.  
Os Estados Unidos têm ainda códigos de construção e muitas jurisdições locais que adotam esses padrões no todo ou em parte, como por exemplo, a Sociedade Americana de Engenheiros Civis (ASCE), que trabalha na definição dos carregamentos, o Instituto Americano de Concreto (ACI), que atua nos padrões de concreto e, nós, do PCI, que respondemos pelos padrões do concreto pré-moldado e protendido.